Internet das Coisas e Telecom: entenda como os dois se relacionam

Internet das Coisas e Telecom: entenda como os dois se relacionam
Internet das Coisas e Telecom: entenda como os dois se relacionam

A Internet das Coisas, ou IoT, traz a conexão em rede para os objetos tidos como cotidianos. Possibilitar dispositivos inteligentes é uma das razões pela qual o recurso vem sendo considerado como precursor da “quarta revolução industrial”. Dentre as inovações, a quebra de paradigmas na gestão de telecomunicações é uma realidade próxima. Neste artigo trataremos da relação entre Internet das coisas e Telecom, então, continue a leitura!

Saiba que este setor é um dos pontos centrais a serem trabalhados pela IoT nos próximos anos. Quanto às aplicações atuais, imagine, por exemplo, o seu celular conectado a lâmpadas, portas, eletrodomésticos e sensores. É uma realidade já em curso. Há, inclusive, operadoras no mercado integrando Telecom ao IoT em residências e empresas.

Você sabia que as perspectivas apontam até mesmo que o Brasil tem grande potencial para se tornar líder na aplicação desta tecnologia? Estima-se que até 2025 o país pode gerar 200 bilhões de dólares com o recurso. É o que revelou a Futurecom.

Essa é uma predição especialmente promissora quando temos em vista o fato de que o país tem um crescimento expressivo da internet móvel. Além disso, o Plano Nacional de Internet das Coisas vem sendo elaborado para criar um ambiente favorável ao desenvolvimento da IoT. Os levantamentos preliminares apontam que a tecnologia vai ter impacto determinante na criação de cidades e serviços inteligentes. São melhorias que vão desde a saúde até a modernização da produção rural.

Estima-se, ainda, que o tempo de latência pode melhorar com a difusão do serviço aqui tratado. De forma simplificada, o conceito de latência trata do tempo de resposta quando você acessa uma página ou envia e-mails. Ou seja, é a duração relativa ao deslocamento do pacote de dados entre dois pontos. Quais são as oportunidades, no entanto, que surgem da relação entre internet das coisas e Telecom?

Uma das possibilidades para as empresas é conhecida como telemática. Este misto de tecnologias da informação e telecomunicações permite a transmissão, processamento, compressão e armazenamento de grandes quantidades de dados. Devido a essa capacidade, a IoT servirá de suporte para melhorias das telecomunicações tradicionais. Os especialistas acreditam que, em pouco tempo, esta indústria estará completamente transformada pela internet dos objetos cotidianos.

Outro fator a ser levado em conta é a maior utilização da computação em nuvem, pois este é um fenômeno em curso e que estará relacionado, também, à adoção da IoT pelas operadoras. Trata-se de um investimento para cobrir a necessidade futura de melhores redes para suportar a conexão de variados dispositivos. Afinal, máquinas e objetos inteligentes deverão manter-se conectados de forma consistente neste novo cenário. Para criar um sistema robusto o suficiente para esta demanda, soluções como a 5G precisarão ser implementadas.

Embora o acesso à tecnologia 2G e 3G ainda seja alto no Brasil, o 4G, por exemplo, é bem difundido. Com esta tecnologia, pode-se atingir uma taxa de transferência de dados de 1Gb por segundo. Agora, quando falamos de 5G, esta velocidade é pelo menos 10 vezes maior. Trocando em miúdos: o suporte deste recurso poderá servir para a conexão de 1 milhão de dispositivos por km². Para a IoT isto significa um enorme ganho em eficiência.

Em 2022, o 5G deve começar a ser implantado no território nacional. Um dos resultados previstos é que o número de dispositivos conectados à internet das coisas será superior ao de smartphones. Assim, não está distante o dia em que veremos carros autônomos por nossas ruas. Sobre a influência do 5G no aprimoramento da transmissão de dados você pode ler mais neste artigo: Como o 5G pode mudar o mundo e a tecnologia.

Internet das coisas e Telecom: impacto nos consumidores e na indústria

Muitos podem se perguntar: como a relação de IoT com as telecomunicações vai afetar os usuários destes serviços? As perspectivas são de que operadoras e empresas correlatas encontrarão formas inéditas de gerar valor para o consumidor. Mesmo porque a perspectiva de uma internet das coisas em altíssima velocidade irá modificar os hábitos do público. Logo, a fim de oferecer suporte de qualidade, soluções de caráter sofisticado precisarão ser colocadas em prática no mercado.

Vale ressaltar que, a fim de garantir maior eficiência, as empresas precisarão se habituar a conceitos como o Machine Learning. Este recurso vai possibilitar que falhas sejam prognosticadas antes mesmo que aconteçam. Esse é um acompanhamento indispensável para um futuro onde haverá uma variedade sem precedentes de dispositivos conectados. É preciso, afinal, que as comunicações de máquina-para-máquina e máquina-para-pessoa funcionem de forma impecável.

Questões de monitoramento e manutenção serão as mais impactadas neste sentido. Também, o poder da banda larga e da transmissão de dados sofrerá um salto qualitativo. Ainda nesta linha, as interrupções de serviço tendem a se tornar menos frequentes. Para as empresas, não haverá mais receita perdida em função deste problema. Já para o usuário, a qualidade do serviço oferecido se mostrará muito superior ao atualmente praticado.

É por estas razões que podemos esperar que a relação entre a Internet das Coisas e inteligência artificial seja estreitada nos próximos anos. Por sinal, você sabia que a AI pode ser uma grande aliada da sua gestão de Telecom? Esta é outra tendência ligada ao grande fluxo de informações que domina o cenário atual – o Big Data. Para saber como esta tecnologia pode melhorar operações e aumentar a sua receita confira no artigo: Inteligência Artificial (AI) dentro da gestão Telecom

Com tantas soluções paralelas ao IoT, espera-se que empresas de Telecom se juntem à desenvolvedores para criação de plataformas otimizadas. Sobretudo devido à elevada necessidade de armazenamento, gestão, processamento e compartilhamento de dados. Este é um processo que precisa funcionar de maneira efetiva, ou todos os benefícios da Internet das coisas serão perdidos.

Pesando tudo o que foi dito até aqui, é hora de resumir a relação entre internet das coisas e Telecom. Os benefícios residem na qualidade do serviço e experiência, assim como na capacidade de cobertura e estabilidade de conexão. Com o grande volume de dispositivos que serão utilizados, uma maior customização dos serviços oferecidos também será uma realidade. E mais: a inovação será a chave, tanto para os produtos disponíveis, quanto para a gestão de Telecom futura.

Quer começar a buscar soluções de qualidade alinhadas com o futuro das telecomunicações e da tecnologia da informação? Pois se você busca por ferramentas de gestão em Telecom que permitam reduzir custos e promover a eficiência, podemos ajudar. Somos uma empresa especializada em soluções e tecnologias para aumentar a performance do seu negócio. Quer saber mais a respeito? Entre em contato para agendar uma reunião, ou então fale com um de nossos consultores.

Neste exato momento, você pode estar deixando de economizar até 40% na sua conta de telefone. O que você está esperando para economizar?

Acabe com isso!

Solicite agora mesmo uma avaliação da sua Gestão de Telecom e economize ainda mais na sua empresa ou negócio.

FALE COM UM CONSULTOR

Posts populares com esse assunto

Quer receber mais conteúdos como esses?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail

2019-12-02T16:31:41-02:00