Ferramentas e mecanismos para manter uma boa estrutura de SI

Ferramentas e mecanismos para manter uma boa estrutura de SI
Ferramentas e mecanismos para manter uma boa estrutura de SI

Tendo em mente o que é SI e sua função, vem à tona a dúvida de quais ferramentas e mecanismos utilizar para alcançar o nível de segurança desejado. Embora existam muitos meios disponíveis para quem tem intenção de invadir redes ou sistemas, em contrapartida existe uma grande variedade de ferramentas e mecanismos para ajudar a mantê-los fora de alcance de agentes maliciosos, garantindo maior efetividade de prevenção de ataques e ameaças cibernéticas, ou que pelo menos diminuam o seu risco.

Apesar de importantes, simples ferramentas anti-spyware, anti-vírus e anti-spam não são suficientes para garantir a segurança necessária. No meio que vivemos hoje, mudanças rápidas acontecem, onde é preciso obter uma forte linha defensiva, com reconhecimento das assinaturas de ameaças, reação autônoma às ameaças identificadas, e a capacidade de atualizar suas ferramentas conforme a necessidade aconteça. Para isso, abaixo temos uma lista de soluções que aumentam significativamente o grau de segurança de um ambiente virtual.

 

  • Firewalls

Sua primeira linha de defesa deve ser um bom firewall, que tem por objetivo aplicar políticas de segurança a determinado ponto de vulnerabilidade da rede. Um firewall pode ser denominado como uma aplicação tecnológica ou um equipamento que, como o próprio nome diz, o conceito de uma “barreira de fogo” que impede que softwares maliciosos roubem ou danifiquem os dados sem impedir que eles trafeguem normalmente na rede.

 

  • Intrusion Prevention Systems

Um bom sistema de prevenção de intrusão (IPS) representa uma grande melhoria sobre um firewall básico em que ele pode entre outras coisas, ser configurado com as políticas que lhe permitem tomar decisões quanto a forma de lidar com as ameaças ao nível da aplicação.

Produtos IPS respondem diretamente às ameaças recebidas em uma variedade de maneiras, fechar a conexão automaticamente de pacotes suspeitos, ainda permitindo que pacotes autorizados continuem trafegando, e também a restrição de um intruso em quarentena por exemplo.

Um bom IPS deve garantir proteção para seus aplicativos, sistemas, e elementos de rede individuais contra a exploração de ameaças, cavalos de Troia, worms, botnets, criação de backdoors, etc;

  • Sistemas de Controle de Acesso

Tais sistemas contam com regras definidas pelo administrador que permitem ou restringem o usuário acesso a recursos de rede protegidos. Eles também podem restringir o acesso à vários serviços de rede com base em horários do dia ou necessidades de grupos de acesso.

Alguns produtos permitem a criação de uma lista de controle de acesso (ACL), o qual é um conjunto de regras que definem a política de segurança. Essas ACL´s contém uma ou mais entradas de controle de acesso, que são a regra por sua própria definição. Essas regras podem restringir o acesso por usuário específico, hora do dia, endereço IP, a função (departamento, nível de gestão, etc), ou sistema específico a partir do qual está sendo feita uma tentativa de logon ou acesso.

  • Firewalls UTM

Uma das soluções mais recente do mercado, os firewalls do tipo UTM (Unified Threat Management), ou, “gerenciamento unificado de ameaça”, que reúnem não apenas um equipamento ou software, mas todos os recursos necessários para que os dados corporativos tenham confidencialidade, integridade e disponibilidade. Ou seja, apresenta as soluções das ferramentas citadas acima em uma única plataforma, atuando como  firewall, antivírus, anti-spyware, anti- spam, rede privada virtual (VPN), filtragem de aplicação e sistemas, e prevenção e/ou detecção de intrusão, QoS, proxy, etc. Além de todas essas vantagens, um sistema de UTM traz facilidade de operação, de configuração e o fato de seus recursos de segurança poderem ser rapidamente atualizados para protegerem das ameaças em evolução.

 

  • Firewalls NGFW – Next Generation Firewalls

Por último, mas não menos importante, os Firewalls de Próxima Geração ou NGFW foram desenvolvidos com a motivação de resolver a deficiência de performance apresentada nos UTMs, entregando recursos de controle de aplicação e inspeção profunda de pacotes em uma arquitetura altamente performática e coesa.

Recursos complementares como proxy web, proteção contra vírus e malwares e outros presentes em Firewall UTM não fazem parte da arquitetura de um NGFW, estas características foram removidas e terceirizadas, garantindo altas taxas de escalabilidade para grandes ambientes.

A principal contribuição do NGFW, está nos avanços tecnológicos gerados a partir da inspeção profunda de pacotes e na visibilidade de aplicações, independente de protocolos e portas. Esses recursos, em conjunto, permitem não somente que ataques possam ser evitados, mas principalmente criam políticas de controle de acesso mais dinâmicas e eficientes para os desafios atuais de segurança.

Entre em contato com a NSB e saiba como podemos te ajudar.

Neste exato momento, você pode estar deixando de economizar até 40% na sua conta de telefone. O que você está esperando para economizar?

Acabe com isso!

Solicite agora mesmo uma avaliação da sua Gestão de Telecom e economize ainda mais na sua empresa ou negócio.

FALE COM UM CONSULTOR

Posts populares com esse assunto

Quer receber mais conteúdos como esses?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail

2019-11-21T18:45:57-02:00